Estado pretende concluir até julho projeto para duplicação da Rodovia Ângelo Rena entre Presidente Prudente e Regente Feijó

23/05/2022 08h31 Secretaria de Logística e Transporte de São Paulo informou que o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) trabalha para finalizar a proposta dentro do prazo legal previsto.
Por G1, Presidente Prudente (SP)
Estado pretende concluir até julho projeto para duplicação da Rodovia Ângelo Rena entre Presidente Prudente e Regente Feijó (Foto: TV Fronteira)

A Secretaria de Logística e Transporte do Estado de São Paulo informou ao g1 que o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) trabalha para concluir, até julho, o projeto executivo para a obra de duplicação da Rodovia Ângelo Rena, que faz a ligação entre as cidades de Presidente Prudente (SP) e Regente Feijó (SP), dentro do prazo legal previsto.

A obra foi anunciada durante uma visita oficial do governador Rodrigo Garcia (PSDB) a Presidente Prudente, em dezembro de 2021.

Na época, o chefe do Poder Executivo estadual afirmou que o investimento na duplicação das rodovias Ângelo Rena e Prefeito Fouad Youssef Makari, que fazem a ligação entre Presidente Prudente e Regente Feijó, após a conclusão do projeto, é estimado em R$ 30 milhões, com contratação do projeto executivo prevista para janeiro de 2022.

"Nós já começamos o recapeamento na Ângelo Rena, que deve ser concluído nos próximos cinco meses, teremos uma estrada nova, mas já vamos contratar o projeto executivo, também em janeiro, para que a Ângelo Rena possa ser duplicada depois disso", adiantou o governador em dezembro de 2021.

Em nova visita oficial a Presidente Prudente na última sexta-feira (20), o governador Rodrigo Garcia explicou o procedimento do projeto e a importância da obra para a região.

“Olha, nós contratamos o projeto executivo dela [rodovia Ângelo Rena], também do contorno próximo do aeroporto. Que são projetos importantes para o desenvolvimento de Prudente. Hoje o governo de São Paulo tem mais de R$ 1 bilhão em investimentos nesse momento na região. São estradas vicinais, recapes de SPs, perenização de estradas rurais, para melhorar a infraestrutura aqui. E nesse processo de investimento nós identificamos a Ângelo Rena, esse contorno de Presidente Prudente, também outras duplicações. Só que essas obras estruturantes não têm projeto e nós contratamos, portanto, o projeto para que até o final desse ano eles estejam prontos e a gente possa fazer a licitação a partir do ano que vem. A gente fazer estrada, duplicação é a gente pensar no futuro. Você procurar deixar a região preparada para receber investimentos. Hoje se percebe que nos horários de pico muito dessas áreas ficam engargaladas, o engarrafamento é grande e a gente precisa resolver esse problema com as duplicações. Esses projetos foram contratados e eles se somam a essa série de outras obras que estão sendo feitas na região”, declarou Garcia em entrevista exclusiva à TV Fronteira e ao g1.

Comente, sugira e participe:

Cadastre seu WhatsApp e receba notícias diariamente pelo celular