Acidente mata diretores e deixa presidente do Sindasp em estado grave

11/10/2017 11h18 - Atualizado em 11/10/2017 20h29 Dois diretores do Sindicato morreram no acidente, eles eram conhecidos por Lobó e Cebolinha.
Redação - Kako de Oliveira - Fonte: SBT Interior, José Bonifácio - SP
Acidente mata diretores e deixa presidente do Sindasp em estado grave Daniel Grandolfo ao lado dos diretores do Sindasp mortos em acidente.

Um acidente envolvendo dois carros e um caminhão, matou duas pessoas e deixou o presidente estadual do Sindasp (Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo), Daniel Grandolfo, de 37 anos, em estado grave, na manhã desta quarta-feira (11).

O acidente aconteceu na rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), próximo a José Bonifácio, na região de São José do Rio Preto. Segundo a assessoria do sindicato, as duas vítimas fatais são dois diretores do sindicato identificados como Edson Chagas, 57 anos, e José Cícero de Souza, 54.

Grandolfo está internado em estado grave, no Hospital de Base (HB) de Rio Preto. O hospital informou que ele tem fraturas pelo corpo e está passando por exames. As circunstâncias do acidente ainda estão sendo investigadas.

Os diretores retornavam de Brasília (DF), onde estiveram ontem para acompanhar a votação no Senado, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 14/2016, que cria a Polícia Penal federal, nos estados e no Distrito Federal. A votação não ocorreu por falta de quórum no Senado, informou, em nota, o sindicato.

Daniel Grandolfo foi candidato a deputado estadual em 2014, pelo partido Solidariedade e concorreu à Prefeitura de Presidente Prudente em 2016, pelo mesmo partido. 

Ele foi o sexto candidato mais votado de sete que disputaram o pleito, com 0,69% dos votos válidos.

Comente, sugira e participe:

Cadastre seu WhatsApp e receba notícias diariamente pelo celular