Contra violência, Campanha da Fraternidade 2018 será lançada na Quarta-feira de Cinzas

09/02/2018 19h10 - Atualizado em 14/02/2018 08h19 A comunidade católica de todo o mundo celebra na quaresma, a paixão e morte de Jesus Cristo.
Redação - Kako de Oliveira - Colaboração: OCNEWS, Osvaldo Cruz - SP
Contra violência, Campanha da Fraternidade 2018 será lançada na Quarta-feira de Cinzas Campanha da Fraternidade com tema de incentivo ao combate à violência em todo o Brasil.

A abertura da Campanha da Fraternidade 2018 (CF2018), com o tema, "Fraternidade e a superação da violência" e o lema, "Vós são todos irmãos" (Mt 23, 8), será realizada no próximo dia 14, quarta-feira de Cinzas, em todo Brasil (nacional, regional, diocesano e paroquial). 

Com o tema "Fraternidade e a superação da violência", a Igreja proclama que a violência é um mal, é inaceitável como solução para os problemas e não é digna do homem. "A violência é mentira que se opõe à verdade da nossa fé, à verdade da nossa humanidade. A violência destrói o que ambiciona defender a dignidade, a vida, a liberdade dos seres humanos". 

Quanto ao lema, "Vós sois todos irmãos", busca resgatar o sentido da Fraternidade dos povos, somos todos irmãos e irmãs, filhos de um mesmo Pai, por isso iluminados pelo Evangelho do Reino, somos chamados a não violência.

Para o pároco da igreja matriz de São José, padre Rogério Mendes, "A violência é uma realidade que lamentavelmente assola a população brasileira e são muitas as formas de violência: violência no trânsito, na família, verbal, sexual, enfim, é o texto-base da Campanha da Fraternidade, apresenta muitas formas de violência e a violência não edifica, não constrói nada de bom, portanto a Campanha da Fraternidade convida a população, o povo de Deus, a superar toda e qualquer forma de violência e estabelecer um mundo de paz lembrando, vós sois todos irmãos", concluiu o Pároco.

Desta forma, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) convida todos os homens e mulheres de boa vontade para percorrer o caminho da superação da violência crescente em todos os níveis. Violência de morte, de abuso de poder, de descarte da pessoa, de quebra de relações de confiança, de degradação da família, de ganância e corrupção, de marginalização da infância e da adolescência.

Comente, sugira e participe:

Cadastre seu WhatsApp e receba notícias diariamente pelo celular