Informações indicam registro da síndrome Mão-Pé-Boca em Osvaldo Cruz

12/04/2018 16h01 - Atualizado em 14/04/2018 10h08 Dois casos suspeitos teriam sido registrados em duas creches de Osvaldo Cruz, porém, apenas um caso positivo teria sido confirmado.
Redação - Kako de Oliveira , Osvaldo Cruz - SP
Informações indicam registro da síndrome Mão-Pé-Boca em Osvaldo Cruz .

As cidades da região estão com atenção redobrada com relação aos cuidados com as crianças nas escolas de educação infantil, por conta da nova síndrome que vem provocando problemas de saúde em muitas crianças, inclusive, com a suspeita de um óbito de uma criança em Adamantina, na semana passada.

Várias providências têm sido tomadas de forma preventiva em toda a região, cuidados têm sido redobrados para evitar que esse problema, aparentemente contagioso, se alastre e se transforme em epidemia.

Segundo informações de algumas mães de crianças assistidas em creches do município de Osvaldo Cruz, três casos da síndrome Mão-Pé-Boca, já teriam sido registrados em duas creches da cidade e algumas mães até teriam levado os filhos embora dessas escolas, onde foram registrados os casos suspeitos.

Ainda segundo as informações passadas ao Portal Metrópole de Notícias, os casos suspeitos da síndrome Mão-Pé-Boca ainda estão sendo investigados pelo setor de saúde, porém, uma das crianças teria recebido atendimento particular e as outras duas teriam sido atendidas pelo sistema público de saúde, sendo que um dos casos investigados teria diagnóstico negativo, porém, os outros dois casos positivos teriam sido confirmados com resultados positivos dos exames.  

Ainda segundo as informações recebidas pelo jornalismo da Metrópole, um dos casos teria sido registrado na escola de Educação Infantil, Holanda Zocateli Benito e os dois outros casos na creche Yone Persin.

Comente, sugira e participe:

Cadastre seu WhatsApp e receba notícias diariamente pelo celular